segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Óleos prensados a frio

Eu , Paula Franco da Alquimias De Paula Franco só trabalho com óleos vegetais prensados a frio.
Para você entender o que é óleo prensado a frio :

Extração
Os processos de extração de óleos vegetais variam de acordo com a matéria-prima processada. Mas existem dois métodos principais: a prensagem e a extração por solvente, que podem ser aplicados em separado ou em conjunto.
Na prensagem, o material é submetido a um esmagamento sob pressão, facilitando o escoamento do óleo por meio das células dos vegetais.
Na extração por solvente, o vegetal é triturado e dissolvido antes da adição do produto. Normalmente é utilizado hexano, que por ser um composto orgânico apolar, irá penetrar no interior das sementes, dissolvendo facilmente o óleo sem atingir outros componentes.
Para sementes com alto teor de óleo, como os caroços de algodão ou as sementes de açafrão, costuma-se utilizar uma prensagem prévia seguida de extração por solvente, visando a obtenção de rendimentos mais elevados. Saiba mais sobre os processo de extração na matéria: "Conheça as técnicas de extração de óleos vegetais".
Problemas da extração por solvente
Um dos problemas da extração por solvente é que o hexano é um destilado de petróleo, uma fonte não renovável. Além disso, possui alto custo e pode causar muitos prejuízos às pessoas e ao ambiente. O hexano, por se acumular nos organismos animais, polui águas e a atmosfera, causa irritações na pele, olhos e mucosas gastrointestinais, causa parada cardiorrespiratória, pode provocar problemas genéticos e câncer, prejudicar a fertilidade ou feto e até mesmo ser letal se ingerido ou inalado.
Com todos esses argumentos, certamente o método com solvente não constitui o mais sustentável para a extração dos óleos vegetais.
Prensagem

Já a prensagem apresenta melhor desempenho nos casos em que as matérias-primas apresentam elevado teor de óleos, uma vez que, neste processo, o rendimento de extração de óleo é menor do que na extração por solvente. Assim, quanto menos óleos tiver a matéria-prima, menor será o rendimento de extração por prensagem. Isso pode parecer uma desvantagem, mas, por outro lado, os óleos obtidos permitem utilização direta sem refino. Deve-se ressaltar que a qualidade do produto obtido por esse método é muito superior ao outro, além do fato de ser mais sustentável, já que a extração com solvente apresenta muitos aspectos negativos já citados anteriormente.
O material submetido ao esmagamento pela prensa pode passar pelo processo de aquecimento ou não, essa etapa é determinada pelo tipo de vegetal. O aquecimento facilita o escoamento dos óleos por meio das células dos vegetais, porém pode acarretar na perda de algumas propriedades importantes, devido à sensibilidade ao calor que alguns compostos possuem. Portanto, a prensagem a frio é o método mais adequado de obtenção desses óleos, por ser a forma mais natural e sem prejuízos à qualidade do produto obtido. Nesse mecanismo, algumas matérias-primas, como a oliva ou a palma, dão ótimos resultados, pois a extração é feita pelos frutos do vegetal.
Texto do "eCycle "

terça-feira, 16 de outubro de 2018

Óleo essencial Frankincense , Incenso ou Olíbano



Esse riquíssimo óleo essencial é muito utilizado em meus produtos.

Ele está no Serum facial, no Creme Madre e em vários perfumes .

É uma ótima escolha para o cuidado de peles secas e maduras, previne e ameniza linhas e rugas de expressão.

Facilita nosso contato com nosso lado espiritual mais elevado. Imunoestimulante potente, útil em doenças que envolvam imunodeficiência.






quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Fazendo máscra capilar nutritiva e consegui deixà-la mais cremosa e lisinha :)






terça-feira, 25 de setembro de 2018

Condicionadores vegetais fresquinhos :)

Acabo de fazer dois condicionadores, o de Lavanda , mais para cabelos normais e dia a dia e o Nutritivo,para cabelos ressecados e necessitando de maiores cuidados.


terça-feira, 4 de setembro de 2018